Notícias UNIPAC

Setembro Amarelo: UNIPAC realizou diversas atividades pela Valorização da Vida

A UNIPAC Lafaiete, durante o mês de setembro, participou e promoveu com os cursos de Psicologia, Pedagogia e Educação Física diversas atividades alusivas à Campanha de Valorização da Vida, abordando a prevenção ao suicídio, que é a segunda maior causa de mortes de jovens entre 15 e 24 anos, segundo pesquisa do CVV (Centro de Valorização à Vida). Desta forma, por entender a relevância da discussão do tema, o objetivo principal foi informar e sensibilizar alunos, professores e comunidade em geral sobre a importância da prevenção ao suicídio e a promoção da saúde mental.

As atividades iniciaram-se com evento realizado na Praça da Rodoviária, em parceria com o setor de saúde mental da Secretaria Municipal de Saúde, no dia 14 de setembro. Na UNIPAC, foram feitas intervenções com a construção de um painel com palavras positivas sobre o motivo que cada um tem para viver e a “caixa do desabafo”. Intervenção que também foi realizada na Escola Estadual Geraldo Bittencourt. Outra oportunidade para ampliar a campanha foi a participação na Caminhada Setembro Amarelo, no último sábado (29/09), promovida pelo Colégio Potência, que contou também com a participação da Fanfarra da Escola Abelardo, da cidade de Carandaí. A aluna do 8º período do Curso de Educação Física, Gisele, ficou por conta da animação e do alongamento, preparando a todos para a caminhada, que seguiu até a Praça do Cristo. Já na praça, o momento marcante foi o abraço simbólico em torno do monumento ao Cristo Redentor, encerrando assim as atividades do mês dedicado à Valorização da Vida.

A UNIPAC acredita no poder do diálogo para a solução de questões como esta, sobretudo no atual cenário, em que aumenta a necessidade de autoconhecimento, de estabilidade física e mental, da promoção e melhoria da qualidade das relações interpessoais e principalmente ressaltando o valor do acolhimento e das mensagens otimistas e de esperança. Afinal, o primeiro passo para prevenir o suicídio é conversar.