Notícias UNIPAC

Pedagogia e Psicologia da UNIPAC Lafaiete participam de eventos da Luta Antimanicomial

No dia 18 de maio, os alunos do curso de Psicologia da UNIPAC Lafaiete participaram de uma passeata pela Luta Antimanicomial, que ocorreu em Conselheiro Lafaiete. O movimento foi organizado pela Saúde Mental do município e contou com a participação dos servidores da Rede de Atenção Psicossocial, usuários e familiares.

A concentração para a passeata ocorreu na Secretaria de Cultura. A passeata saiu para a rua com destino à Praça do Cristo de Lafaiete. O objetivo foi chamar a atenção da sociedade para o dia da Luta Antimanicomial, destacando a importância da oferta de tratamento humanizado, em liberdade. Foram produzidos cartazes e faixas com dizeres em favor da luta, além de balões e uma usuária tocando violão para animar a passeata. As músicas cantadas pelos integrantes da passeata abordavam a temática da loucura.

Ao chegar à Praça do Cristo, foi realizado um debate, relembrado o histórico da reforma psiquiátrica e destacado a importância da continuidade da luta, para manutenção dos progressos conquistados. Alguns usuários deram depoimentos sobre suas vivências. Em seguida ocorreu uma aula de yoga, com a participação de todos.

“A participação dos alunos na passeata foi de fundamental importância para que desenvolvam uma postura crítica e política sobre a importância dos movimentos sociais para a conquista de direitos. Além disso, estudar sobre a saúde mental, suas construções históricas e práticas, é imprescindível para a formação do psicólogo. A reforma psiquiátrica permitiu a construção de políticas públicas em saúde mental, nas quais o profissional psicólogo é peça fundamental. Nesse sentido, envolver os alunos nas ações coletivas significa capacitá-los como futuros profissionais”, garantiu a coordenadora do curso de Psicologia, professora Aline Martins.

 

Espetáculo e debate em Belo Horizonte

Os alunos dos cursos de Psicologia e Pedagogia da UNIPAC Lafaiete ainda participaram do espetáculo “Nos Porões da Loucura”, realizado no teatro Marília, em Belo Horizonte, no dia 20 de maio. Em seguida, foi realizado um debate sobre “Arte e Loucura”, que contou com a participação de Andréia Lima, psicóloga do Hospital Raul Soares e de Babilak Bah (Trem Tantan).

“O evento para os alunos do curso de Pedagogia trouxe uma visão humanística, de histórias de lutas, sofrimentos, solidariedade e esperança. A dignidade humana, caracterizada na peça com tanta clareza, é essencial para um curso que lida com formação de pessoas. Os pedagogos necessitam de uma perspectiva de uma sociedade sem manicômios, na qual os problemas serão compreendidos e tratados. A noite do dia 20/05, no Teatro Marília, em Belo Horizonte, através do espetáculo ‘Nos porões da loucura’ tornou cada um de nós benévolos, amenos, tolerantes, e revelou o íntimo da palavra ‘humanizar’. Com certeza hoje evoluímos na forma de observar, compreender e lidar com o outro. Gostaria de agradecer a produtora do espetáculo Ana Gusmão, que recebeu as professoras e os alunos da UNIPAC Lafaiete com muito carinho”, relatou a coordenadora do curso de Pedagogia, professora Vanessa Mara.