Notícias UNIPAC

Alunos de Psicologia e Pedagogia assistem a palestra sobre inclusão escolar

O auditório da UNIPAC Lafaiete recebeu a palestra “Inclusão Escolar e deficiência visual: um relato de experiência”, ministrada por Adilson Lopes para alunos dos cursos de Psicologia e Pedagogia, como atividade vinculada à disciplina Psicologia da Educação. A responsável pelo evento foi a professora Adriana Carneiro, do curso de Psicologia e Pedagogia.

O palestrante, que possui deficiência visual, abordou seu processo de inserção na educação, os desafios enfrentados no que concerne à acessibilidade no contexto educativo e na sociedade, de forma geral. Adilson foi aluno da UNIPAC Lafaiete no curso de Normal Superior e depois se pós graduou em Psicopedagogia. Apesar dos desafios enfrentados em seu cotidiano, dos preconceitos vivenciados e das barreiras físicas e pessoais que encontrou em seu processo de formação profissional e pessoal, a experiência de vida do palestrante mostrou um caso de sucesso.

A ideia do evento foi mostrar aos alunos a inclusão dentro da perspectiva educacional, as dificuldades no cotidiano de um deficiente visual para estudar, se inserir no mercado de trabalho, os processos de acessibilidade, os apoios e políticas públicas que facilitam o acesso, e os empecilhos e dificuldades que enfrentam. O contato dos alunos com o relato de experiência de Adilson ofertou a possibilidade de vislumbrarem articulações com a teoria estudada em sala de aula e se sensibilizarem para a importância do tema.

Para a coordenadora do curso de Psicologia, professora Aline Martins, “a temática da inclusão é fundamental na formação do psicólogo, porque lidamos com isso o tempo todo no cotidiano da profissão. A questão das diferenças está presente em qualquer contexto no qual o psicólogo está inserido. Estamos falando de todas as pessoas que precisam ser incluídas na sociedade por questões de preconceito e estigma”.

A coordenadora do curso de Pedagogia, professora Vanessa Tavares, completou: “é muito importante traçar uma atividade interdisciplinar, com um egresso da faculdade, que conseguiu direcionar a um melhor entendimento dos problemas enfrentados pelas pessoas com deficiência e, assim, sensibilizar a todos”.